Grêmio não dá chances para o Lanús, vence na Argentina e é tri da Copa Libertadores

FUTEBOL – A noite do dia 29 de novembro de 2017 ficará para sempre na lembrança de todos os gremistas espalhados pelo mundo.

Os torcedores da equipe gaúcha estão em êxtase, após o Grêmio derrotar o Lanús, na noite desta quarta-feira (29), no Estádio La Fortaleza, garantindo desta forma o tricampeonato da Copa Libertadores da América.
De quebra, o time comandado por Renato Gaúcho, o primeiro a conquistar a Libertadores como jogador e treinador, carimbou o seu passaporte para o Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado em dezembro, nos Emirados Árabes.
O Tricolor Gaúcho se juntou a Santos e São Paulo no seleto grupo dos cubes brasileiros que ergueram por três vezes a taça da Copa Libertadores da América.

O jogo
Ao contrário do que muita gente esperava, o Grêmio começou a partida no campo de ataque, complicando a saída de bola argentina, e pressionando o adversário em busca do gol.
A tática gremista foi eficiente e, aos 27 minutos, em um descuido da defesa, Fernandinho conseguiu roubar a bola antes do meio-campo e saiu em velocidade. O atacante avançou e mandou uma bomba, de perna esquerda, na saída de Andrada, abrindo o placar para o Tricolor Gaúcho. Este foi o primeiro de Fernandinho na competição.
Mas o Grêmio queria mais. A equipe brasileira manteve a sua marcação alta, não deu sossego para o time da casa e aos 41, Jailson acionou Luan no meio. Em grande jogada individual, o camisa 7 dfriblou três marcadores e encobriu Andrada: 2 a 0.  Com a vantagem ainda maior, o Tricolor Gaúcho voltou para a etapa complementar mais cauteloso, procurando apenas controlar o jogo. Aos cinco, Arthur precisou ser substituído por ter sofrido uma falta forte ainda no final do primeiro tempo – Michel entrou em seu lugar.
O Lanús chegou a esboçar uma reação. Aos 27, os donos da casa conseguiram descontar com um gol de pênalti, convertido pelo veterano Sand.
Preocupado, o treinador gremista sacou o centroavante Lucas Barrios para a entrada de Cícero, no intuito de povoar mais o meio-campo. Aos 37, Bressan sentiu dores no adutor e foi substituído por Rafael Thyere.
No entanto, a noite era do Grêmio e, nem mesmo com um jogador a mais, após a expulsão de Ramiro, ajudou o Lanús em sua missão. Melhor para o Tricolor Gaúcho, que mais uma vez pinta as Américas com as suas cores. fonte Santaportal

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *