Marcos Mion tem ataque megalomaníaco na despedida do ‘Legendários’

Segundo o apresentador, acredite se quiser, o programa, encerrado pela Record após 8 anos, ‘moldou o sábado moderno da televisão brasileira’

Enquanto a Band não confirma o fim do Pânico, a Record brinda o espectador com uma das melhores notícias do ano na TV: o fim do programa de auditório Legendários, aquele em que Marcos Mion chegou a exibir anões como num picadeiro de circo. Nem mesmo o apresentador deixou de celebrar o encerramento da atração. Em um vídeo em que diz “comemorar” o desfecho do Legendários, Mion aproveita para tecer loas ao trabalho realizado nos último oito anos — loas que são, na verdade, para ele mesmo.  Segundo Mion, acredite se quiser, o Legendários “moldou o sábado moderno da televisão brasileira” e artistas que se apresentaram no programa depois o “olharam emocionados e disseram que o sonho da vida deles era cantar no Legendários“. O apresentador fala ainda em uma “herança” deixada pela atração para o povo brasileiro.  Na verdade, desde março o Legendários vem sendo exibido às sextas-feiras, mudança que prejudicou a audiência da atração e a sepultou — o que Mion chama de “tropeço”. A última edição do programa vai ao ar nesta sexta, 1º de dezembro.  Além da extinção de um programa que não vai deixar saudade, a medida da Record representa um segundo acerto: Marcos Mion vai se tornar apresentador do reality show A Casa e, depois dos anódinos Brito Jr. e Roberto Justus, pode ser o primeiro comandante de reality ágil da emissora.

Confira abaixo texto declamado por Marcos Mion no vídeo do Instagram:

“Quando eu cheguei aqui, não tinha nem barba branca e pesava 60 kg”, diz um bombado Mion. Não tenho nenhuma lembrança da minha vida profissional adulta que não seja o Legendários, esse programa incrível, esse projeto que trouxe tanta coisa para a Record, inovou tanto, esse projeto que moldou o sábado moderno da televisão brasileira. Teve esse tropeço da sexta-feira, mas isso não interessa mais. O que importa é que o Legendários construiu e deixou como herança na vida de tantos brasileiros, principalmente as crianças. Quantas crianças eu ajudei com um dia inesquecível. Quantos artistas foram lançados aqui, gente. Quantos artistas cantaram aqui e depois me olharam emocionados e disseram que o sonho da vida deles era cantar no Legendários.   Quantos amigos consagrados vieram me visitar, Zezé, Luciano, Joelma, a vocês sempre um agradecimento especial. Minha produção querida, do meu coração, a vocês, sempre, meu muito, muito obrigado.” fonte: veja.abril 

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *