Morre, aos 92 anos, o escritor e historiador Fernando Lichti

Morreu na noite deste domingo (4), aos 92 anos, o historiador Fernando Martins Lichti, ex-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente. Lichti foi um dos principais responsáveis pelas pesquisas históricas e restauração da memória de São Vicente.

Lichti foi vereador em São Vicente (1948 -1951), provedor do Hospital São José e presidente do Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente (IHGSV). Além disso, ganhou destaque como um dos principais historiadores da região, encabeçando livros como a Poliantéia de São Vicente, Poliantéia de Santos e Poliantéia de Bertioga, onde resgata a história das cidades da Baixada Santista, através de textos e importantes imagens memoriais de prédios e paisagens das cidades.

O prefeito de São Vicente Pedro Gouvêa se manifestou a respeito do falecimento. “Sentimos muito pela perda desse amigo e grande personalidade da nossa Cidade. Fernando Martins Lichti sempre foi, acima de tudo, um apaixonado por São Vicente. Deixa um grande legado”, comentou.

O atual presidente do IHGSV, Paulo Eduardo Costa, também enalteceu o papel de Lichti na história vicentina.  “A Cidade perde um de seus exponenciais intelectuais. Curiosamente, o Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente celebra nesta segunda (5) seu 59º aniversário de constituição nos moldes atuais. As cerimônias de comemoração foram suspensas”, lamentou ele, que também é secretário-adjunto de Cultura.

Foi decretado luto oficial de três dias em São Vicente. O velório está previsto para ocorrer nesta segunda-feira (5), a partir das 12 horas, na Memorial Necrópole Ecumênica de Santos. O corpo será cremado no mesmo dia, às 18 horas. Fonte: A Tribuna