Área Industrial em Itanhaém. Ela Existe?

Qualquer empresário sabe que a “receita” é o ponto essencial de qualquer empreendimento. E, na visão do setor público não é diferente, pois, de algum lugar o recurso tem que entrar para suprir a demanda na outra ponta ponta, ou seja: a saída.
Um município sobrevive de um orçamento estipulado conforme a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que é aprovado anualmente pelo legislativo. Essa receita advém de impostos, custas, taxas, etc, arrecadadas através de transações imobiliárias, licenças, IPTU, entre outros, além de verbas estaduais e federais.
Contudo, em qualquer município a área industrial é de importância fundamental, pois, além da renda que representa ao município através do movimento financeiro, impostos, entre outros, também gera empregos. Porém, o investidor – que nesse caso é da iniciativa privada -, espera uma contrapartida do município, como a disponibilização de boa infraestrutura, incentivo fiscal, entre outros.
Em Itanhaém, percebe-se que ainda prevalece o conceito político tradicional – diria até: arcaico -, veja que muitos anos já se passaram e a chamada “área industrial” ainda continua estagnada. Aliás, só o nome pode assim se chamar, pois, está muito longe de atender a uma demanda dessa natureza.
Recentemente foi anunciado a execução de obras nessa área – isso é bom -, mas, por ora, o que se vê é uma modesta obra de calçamento na marginal da rodovia Padre Manoel da Nóbrega, adentrando poucos metros às ruas, ou seja, está muito longe de atender a um mínimo necessário, quanto mais, para se aguçar a vontade de um empresário conceituado em investir no município.
“Infelizmente o município ainda não está preparado para atender a demanda de investimentos relevantes no setor industrial. Mas, essa realidade pode mudar, basta adotar uma política voltada para esse fim, com investimentos em infraestrutura, qualificação técnica, incentivo fiscal, além de outras disponibilizações de praxe de qualquer cidade. A indústria tem muitas vertentes, a de “Serviços”, por exemplo, traz resultados e empregos pra muitas pessoas, porém, pra que isso aconteça é preciso que haja investimentos por parte do município”, disse Cesar Lima.
Há casos de empresas que saíram do município, outras que sequer tiveram coragem de se instalar. Isso mostra que é preciso trabalhar com uma política inovadora, pois o emprego é a base do sustento de uma família.
O Calçamento como previsto pelo município é um caminho, porém, é preciso avançar muito mais. Além de calçamento se faz necessário adequar o fornecimento de energia, criar meios de segurança, centros de qualificação, meios de comunicação, sistema de água e esgoto, centro logístico, entre outros.

Share This:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *