Ratos invadem bairros e causam pânico em Itanhaém

Moradores que residem em lugares mais afastados do centro, como nos bairros do Tupi, Bopiranga e Gaivota, tem reclamado com uma invasão de ratos que entram em residências e estabelecimentos comerciais, colocando a população de uma forma geral em alto risco de contaminação, já que trata-se de um eficiente transmissor de doenças.

Uma das principais causas pelo incidente que tem tirado o sono de várias pessoas, com certeza, está no despejo do esgoto de forma inadequada, já que por parte do serviço público a cidade não apresenta um sistema de galerias capaz de escoar de forma separada as águas pluviais e despejo do esgoto.

“A prefeitura municipal em parceria com a Sabesp, recentemente anunciou um bilhão em obras de esgoto indicando como coordenador o seu vice-prefeito – que é pré-candidato à sucessão. A obra em si é um bom sinal, no entanto, precisa ser executada e entregue. Não pode ser apenas uma alavanca eleitoreira como exemplos de gestões passadas. Eu, particularmente acredito que um dia esses benefícios até chegue em bairros mais afastados como o Tupi, Bopiranga, Jardim Grandesp, jardim Real e outros que seguem até o Gaivota; mas, isso não deve ser a curto prazo. Na verdade, nossos gestores públicos já tiveram quase 500 anos pra fazer isso e não fizeram, portanto, não vai ser agora, sem nenhum tipo de projeto diferenciado, apenas com esse investimento par parte do governo estadual, que isso irá acontecer.  É preciso ter projetos para o futuro, com investimentos de Parceria Pública Privada, que atraia investidores em potencial, capazes de trazer desenvolvimento em turismo, comércio, business, conferências, etc. Construções diferenciadas, com condomínio de alto padrão, agronegócio, etc. Enfim, alavancar meios capazes de gerar renda e serviço. Isso sim, traz recursos ao município para desenvolver obras e tranquilidade ao povo,   que pode ganhar o seu próprio recurso. Enquanto isso, não acontece, pra se evitar maiores transtornos é preciso uma ação rápida e direta da administração pública para conter o avanço dos ratos”, disse Cesar Lima – Presidente Municipal do Patriota 51.

Outro fator relevante para o surgimento de ratos em vários bairros, apontado por moradores do local, refere-se às ruas sujas e mato alto, principalmente depois de chuvas e alagamentos que destroem canteiros, calçamentos e aglomeram detritos em bueiros, vias públicas, entre outros, que por falta de limpeza da administração pública, trazem sérias consequências como entupimento, bloqueios de ruas e inclusive a proliferação de ratos.

LEIA TAMBÉM: “Área Industrial de Itanhaém. Ela Existe?”

De certa forma, não é novidade que bairros como os já citados tem sido esquecidos há décadas pelos gestores públicos que estiveram no poder, aliás, diga-se que é comum o relato sobre o fato da administração municipal se preocupar apenas com a área central e alguns poucos bairros próximos do centro, fato esse que difere muito das promessas de campanha em período pré-eleitoral.

Uma das moradoras que discute com a comunidade esse e outros assuntos relevantes do bairro e tem se mostrado perplexa e indignada com o abandono por parte da gestão atual, é Simone Nogueira.

“Já perdi as contas de quantas vezes temos procurado à administração pública para fazer pedido, reclamações e solicitações para o nosso bairro, mas, não temos uma resposta, aliás, sequer somos recebidos pelo prefeito”, disse.
É primordial que à administração pública exerça o seu poder para tomar providências quanto ao relato dos ratos, e muitos outros existentes nas regiões periféricas, para que se evite problemas, principalmente com a saúde – uma vez que certos animais transmitem doenças capazes de levar o ser humano a óbito – mas, sem esquecer de outros como segurança e infraestrutura, que também são assuntos relevantes, de alta complexidade e ainda bem deficitário.

Victória Nogueira

Share This:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *